Tag: story of stuff

o primeiro vídeo do “the story of stuff” (alerta: textão!)

como eu disse no texto explicativo sobre o blog, apesar de ter tido meus conflitos durante a graduação em design de produto, foi no começo de 2008, mais de 6 anos após ter me formado, que tive o maior clique sobre a importância de se discutir o consumo em geral. aconteceu quando vi o primeiro vídeo do the story of stuff, que tem pouco mais de 20 minutos de duração e é super didático . foi esse aqui (tem legenda em português):

ele foi produzido por annie leonard e seus amigos do free range studios. annie trabalhou em organizações ligadas à preservação do meio ambiente, como a national wildlife federation e o greenpeace. quando no último, participou de uma campanha para banir o despejo internacional de resíduos e viajou pelo mundo para rastrear lixo e resíduos de risco enviados por países desenvolvidos para países em desenvolvimento, e chegou a testemunhar, no congresso norte-americano, sobre o tráfico internacional de resíduos.

esse primeiro vídeo do the story of stuff foi lançado em dezembro de 2007 e teve tanto sucesso que, em 2008, annie fundou o projeto de mesmo nome. desde então, ela lançou um livro sobre a história das coisas e já foram produzidos outros vídeos da mesma linha.

mas voltando ao primeiro vídeo, esse que me marcou tanto, logo no começo a annie já fala uma daquelas coisas que são muito óbvias e importantes, mas que não são levadas a sério como deveriam ser. desde cedo, na escola, a gente aprende que os produtos passam por cinco estágios durante sua “vida”: extração, produção, distribuição, consumo e descarte. certo? bom, certo não é, mas é assim que as coisas têm sido feitas há bastante tempo e é por isso que esse sistema está em crise: é um sistema linear, mas nós vivemos em um planeta finito, ou seja, não é possível manter um sistema linear em um planeta finito pra sempre.

apesar de em alguns momentos o vídeo ser meio datado (já começa com a annie mostrando um modelo antigo de ipod, por exemplo), as informações apresentadas são sérias. no site do projeto, é possível baixar a transcrição de toda a fala do vídeo e verificar as fontes dos dados citados. alguns exemplos:

depois de ler tudo isso, pode até dar um desânimo muito grande… mas, apesar de tudo, tem muita gente procurando alternativas para tentar minimizar os efeitos da nossa ação pelo planeta, seja saindo desse ciclo louco de consumismo, pressionando as empresas, cobrando ações dos governos – ou fazendo tudo isso ao mesmo tempo. divulgar essas informações também é uma grande ajuda, porque tudo começa a partir da conscientização!

que tal você começar passando o link do vídeo pros seus amigos ou compartilhando este post nas redes sociais? é só clicar no título, que as opções de compartilhamento aparecem logo abaixo do corpo do post :)

sobre o blog

voltei a blogar!

bom, antes de falar sobre o desconsumida, só queria deixar bem claro que não sou contra o consumo em si. não conheço ninguém que não sinta prazer em comprar alguma coisa numa voltinha na rua, em chegar em casa com uma surpresinha. comprar (quando a gente pode) é gostoso, sim!

faz alguns anos que me interesso pelo tema do consumo. sou formada em design de produto (pois é…) e já na graduação achava estranho aquele papo de “criar novas necessidades”. comecei a questionar muita coisa, tive várias crises e quase desisti de me formar, mas como eu já tinha largado um curso (ciências biológicas) antes, resolvi insistir.

no comecinho de 2008, conheci o story of stuff e fiquei fascinada: era como se alguém tivesse organizado tudo que eu sentia ou percebia, mas não conseguia expressar objetivamente. a partir de então, comecei a prestar mais atenção em notícias sobre condições de produção ou consequências do uso de algum produto e passei a evitar ou eliminar vários itens da minha vida: os “made in china“, os produzidos por grandes multinacionais, os transgênicos, os que contenham ingredientes de origem animal…

mas resolvi criar o desconsumida depois de conhecer o um ano sem lixo, da cristal muniz. quando vi os relatos dela sobre esse desejo de produzir menos lixo, mostrando que tudo é uma questão de mudar os nossos hábitos, fiquei inspirada em reunir o que venho pesquisando sobre o consumo em geral e mostrar tudo pra mais gente.

o objetivo é que esse blog funcione como um local para registrar informações sobre o assunto e mostrar que é, sim, possível optar por um caminho com escolhas mais éticas, responsáveis, conscientes e sustentáveis no que diz respeito ao que consumimos.

espero, assim, poder ajudar cada vez mais gente a desconsumir :)

© 2017 desconsumida

Theme by Anders NorenUp ↑